Páginas

domingo, 12 de outubro de 2014

5 SENTIDOS PELO MUNDO - PARIS

Quando falamos em viajar, logo pensamos em quais pontos turísticos queremos ver ou qual tipo de comida queremos comer. Focamos tanto na visão e no paladar que, às vezes, os outros sentidos passam desapercebidos. Então, a proposta dos 5 sentidos é dar uma nova perspectiva ao viajante, citando experiências para serem desfrutados por todos os sentidos. E vamos começar por Paris:


Para Ouvir: Camille

A França é, desde sempre, muito ligada as artes. Por isso mesmo que existem grandes músicas, composições e sons vindos de lá. Fugindo um pouco do tradicional, como Carla Bruni e a mais que famosa Ne me quitte pas, além da música eletrônica francesa (que ganha um charme super especial por ser cantada em francês, que convenhamos, é uma das línguas mais bonitas que existem), apresentamos a vocês a cantora Camille Dalmais. Camille é uma famosa cantora, compositora e atriz francesa, e tem uma relação forte com o Brasil, já que no projeto Nouvelle Vague ela teve uma forte influência da Bossa Nova e em 2008, Marcello Preto e Fernando Barba, dos Barbatuques, fizeram diversas participações no disco Music Hole. E ela tem uma música na trilha sonora de Ratatouille. Então aqui vão quatro músicas para vocês ouvirem enquanto leem o post, pra entrar no clima parisiense. Mas no youtube tem várias outras músicas dela, e vale muito a pena conhecer.





Para cheirar: Marché aux Fleurs et aux Oiseaux.




O Mercado de Flores e Pássaros de Paris é um passeio cheio de surpresas. Localizado na Place Louis-Lépine, nas margens do Sena, seus pavilhões são de metal no estilo Belle Époque. Como o próprio nome diz o mercado possui inúmeras lojas de flores e pássaros, mas também, artigos para jardins, gaiolas e roedores.


A diversidade de flores e plantas como rosas, lírios, tulipas e orquídeas enchem o lugar com um aroma refrescante e natural, criando um clima bucólico e super agradável. 
O mercado fica na saída do metrô Cité, única estação na Île de la Cité. Aberto todos os dias das 8h às 19h30 e nos domingos é dedicado às aves, funcionando das 8h às 19h. 
Então prepare seu olfato e não deixe de visitar!


Para comer: Crepe nas barraquinhas de rua.


Existe clichê mais clichê do que comer crepe em Paris? O queridinho francês não pode faltar em um passeio pela cidade. Existem duas maneiras de experimentar, nas creperies (restaurantes) ou nas diversas barraquinhas de rua espalhadas pela cidade.
Nas barraquinhas de rua os sabores são diversos, mas o favorito é o de Nutella com Banana. Hummmm, quem não ama essa combinação?!?! Já para quem gosta de salgado, a melhor opção é Jambon et Fromage, ou seja, a infalível dupla presunto e queijo.


Nossa sugestão de barraquinha é na Rue de Steinkerque, descendo no metrô Anvers é só subir em direção a Sacré Couer. A barraquinha fica no fim da rua ao lado esquerdo, não tem erro.
E ainda da para aproveitar para comer seu crepe vendo Paris sentado em frente a Sacré Couer. Essa experiência não tem preço!


Para ver: Passeio de pelo Rio Sena



Das inúmeras formas de se ver Paris, o passeio de barco pelo Sena proporciona uma experiência totalmente diferente de se andar pelas ruas. Esse passeio tem uma duração média de 1h. Pode parecer rápido (e com certeza é hahaha), mas vale a pena admirar as margens do rio e a incrível arquitetura da cidade por um ângulo inusitado. É uma overdose de atrações parisienses durante o passeio: Torre Eiffel, Invalides, a Place de la Concorde, o Louver, o Museu d’Orsay, Notre-Dame, a Île de la Cité e outras belezas arquitetônicas vistas por um novo ângulo.


Mas a grande atração desse passeio são as pontes. Durante muitos passeios por Paris você vai atravessar muitas delas a pé ou de ônibus várias vezes. Mas é no passeio de barco que se consegue ver como são lindas e complementam o cenário e o encanto da cidade. No total são 37 pontes. As mais famosas são as pontes Alexandre III, com seus detalhes folheados a ouro realmente incríveis e lindos, e a Pont des Arts, com seus diversos cadeados simbolizando o amor de muitos cassais que já passaram por ali.

Existem muitas companhias que oferecem estes passeios, com os mais variados preços, tamanhos e beleza dos barcos, mas isso já é assunto para um outro post. Mas a nossa sugestão é a Vedettes de Paris. Os barcos saem a cada hora, próximo a ponte de Suffren, em frente a Torre Eifel, e os preços ficam em torno de 14 euros para adultos. 
Agora a única dúvida é em que horário fazer o passeio, durante um lindo dia de sol, no incrível pôr-do-sol ou a noite para apreciar a Cidade Luz? O que vocês preferem?


Para tocar: Ponto Zero de Paris




O Ponto Zero de Paris é um marco (uma espécie de plaquinha de bronze) no chão, na frente da Catedral de Notre - Dame, na Île de la Cité. Por ser no chão, muitas vezes passa desapercebido pelas pessoas que passam por ali, parecendo na verdade alguma coisa integrada a calçada, mas sem significado. Mas na verdade tem sim um significado, e é bem útil. Lá é marcado o quilometro zero das estradas francesas, passando, portanto, por todas elas. Através desse Ponto se é capaz de medir a distância entre Paris e todas as outras cidades francesas. Reza a lenda que se você ficar com os dois pés em cima dessa plaquinha e fizer um pedido, ele se realizará. Legal né?! Vale a pena, então, tocar seus dois pezinhos lá e fazer um pedido.. Vai que acontece?! Mas se você não é desses que acredita nesse tipo de coisa, então pode ir lá e simplesmente tirar uma foto onde se iniciam todas as estradas.



Paris, com certeza, tem muito mais o que ouvir, ver, cheirar, comer e tocar. Isso renderá ainda muitos outros posts, podem ter certeza. Nós ainda faremos esse projeto dos 5 sentidos com várias outras cidades, de vários lugares desse mundo enorme e cheio de coisas a serem exploradas, então fiquem de olho.